Nossa Cidade

Roubos e furtos na zona rural assustam moradores na região

A Polícia Militar pede a colaboração da população para chegarem nos suspeitos.

A frequência de roubos na zona rural nos últimos dias assustam os moradores de Jacuí e região. Morar na zona rural não é mais garantia de tranquilidade e segurança. As propriedades isoladas que, geralmente, abrigam muitos veículos, como tratores e caminhões, e produtos de alto valor, atraem a ação de bandidos.

Segundo informações, na noite desta quarta-feira (22) um grupo roubou 60 cabeças de gado em uma propriedade na zona rural de São Sebastião do Paraíso (MG). Os funcionários ao chegarem na manhã desta quinta-feira (23) notaram que a porteira estava arrombada e que havia muitas marcas de pneu de caminhões de grande porte no local, e seguiam no sentido BR-265.

Conforme os funcionários, 46 vacas de leite, da raça Girolando e 14 bezerros com idades entre 4 e 6 meses, totalizando 60 animais levadas pelos criminosos.

Também na noite de ontem, uma residência na zona rural de Jacuí (MG), foi invadida por criminosos que, além de danificarem o imóvel, furtaram alimentos.

“Eu não tenho quase nada aqui, porque da outra vez já levou tudo. Já é a segunda vez que me rouba aqui neste ano.”, relatou a vítima.

Há registros também de roubo em uma propriedade na zona rural de Jacuí, no bairro Arranca Toco, e na última terça-feira (21) um trator também foi roubado na zona rural na divisa dos municípios de Jacuí e Fortaleza de Minas.

A Polícia Militar conta com a colaboração da população e solicita que os moradores se mobilizem com o objetivo de passar informações para juntos identificarem os autores.

Jacuí irá receber nos meses de maio e junho uma população flutuante de aproximadamente 2 mil pessoas que vem em busca de oportunidades nas lavouras jacuienses. O Sargento Fernandes da Polícia Militar orienta os produtores rurais para que levem até a PM uma cópia ou foto do RG destas pessoas para que a polícia possa verificar se existe mandato de prisão ou algo contra, a fim de identificar se está vindo criminosos no meio destes trabalhadores.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp! Clique aqui.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo