ColunistasMilton Biagione

Agora sou eu mesmo

Por muito tempo, eu tentei ser o que as pessoas gostariam que eu fosse…
Eu tentava agradar, e tinha medo de dizer não, eu chorava em silêncio, e mantinha minhas vontades em segredo… Eu, não era eu…
Eu era, ele, aquele, que todos esperavam que eu fosse…
Como um gigante adormecido, quando deixei minha essência acordar de um sono profundo, o estrago foi grande…
Tive que destruir paredes que eu mesmo construí ao longo do caminho e que obstruíam a minha passagem…
Tive que passar por cima de algumas situações, que nunca tinham me representado, e também, tive que me libertar das algemas que eu permiti que algumas pessoas colocassem em mim…
Foi preciso coragem, para olhar pessoas e situações nos olhos e dizer não, sem muita explicação, simplesmente não… 
Eu mudei o rumo da minha jornada, porque finalmente entendi, que só eu tinha esse poder…
Diante de toda essa mudança, fiquei sem tempo e espaço para as pessoas que só sabem reclamar, para os negativos, fofoqueiros e folgados de plantão…
Hoje eu sou tudo o que quero, tudo o que posso, e talvez tenha mais imperfeições do que nunca, mas estou trabalhando e investindo toda a minha energia para ser melhor a cada dia…
Ainda não tenho tudo o que quero, mas tenho tudo o que preciso, e acima de todas as coisas, ir dormir com a consciência limpa, sabendo que fiz e faço o melhor que posso, com o que tenho, de acordo com o momento que estou vivendo, já me basta…
Eu deixei de alimentar meu ego, e foi aí que percebi o quanto minha alma tinha fome, então descobri toda a abundância que existe na gratidão, e aprendi, que agradecer por tudo e qualquer coisa é o único alimento que nutre, expande e revigora a minha alma…
Com fé, resiliência e amor, tudo se torna possível, mas sair do casulo e virar borboleta, é uma decisão que só você pode tomar…
Reveja seus conceitos, reavalie sua vida e escolhas, e se encontrar algo do qual não se orgulhe, ou que não te faça feliz, ressuscite a tua essência, liberte-se, e voe, para onde você quiser…
Chega um momento na vida que você tem que mudar, mas sem perder a essência. Chega um momento em que você entende, da maneira menos agradável, que não deve se perder, pra encontrar ninguém…
Um momento em que você simplesmente coloca nas mãos de Deus e deseja de coração, que aquela pessoa especial siga o caminho dela, sem a sua companhia, lado a lado…
É hora de olhar no espelho e se encontrar novamente, com a certeza de que a vida irá retribuir tudo de bom que você fez…

Milton Biagioni Furquim
Juiz de Direito

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo