Região

Operação cumpre 11 mandados de prisão contra envolvidos em fraude de contratos com o munício de Passos

Além das 11 prisões, são 34 mandados de busca e apreensão e o bloqueio de ativos no valor de R$ 14 milhões.

Na manhã desta quinta-feira (16) a Receita Federal e o Ministério Público de Minas Gerais realizou uma operação que cumpriu 11 mandados de prisão de envolvidos em fraude de contratos com o município de Passos.

A Operação Sacripanta revelou um esquema que envolvia uma rede de empresários, e teve a participação de servidores públicos, que não realizavam a fiscalização. Os crimes eram praticados com fraudes em licitações.

Segundo a Receita Federal, o grupo trabalhava para conseguir contratos públicos com o município e criou um esquema para receber valores por serviços não prestados ou feitos em quantidade menor. Foram usadas empresas semelhantes, em nome de terceiros, para enganar a concentração de contratos nas mãos do mesmo grupo.

Os presos, que não tiveram as identidades divulgadas, devem responder por crimes como peculato, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, fraudes em licitações e na execução de contratos, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Ao todo na operação teve participação de 12 servidores da Receita Federal, 45 policiais militares, 1 civil, 20 promotores de Justiça e 14 integrantes do Ministério Público.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo