ColunistasMilton Biagione

O encontro comigo mesmo

Desejo que um dia desses você se encontre. Sem pressa, mas que seja o mais rápido possível. Que desse dia em diante para de se importar tanto com a opinião alheia. Que não mais permita que outras pessoas te digam o que é ser feliz. Desejo que o seu coração se acalme. Que aquele amor que ficou no passado pare de te machucar. Que aquele amor que está por vir chegue e te encontre em sua melhor versão.

Desejo que você aprenda a ser mais forte do que os seus medos. Que encontre a sua forma de entender e de se aproximar de Deus. Que seja grato simplesmente por ter a chance de estar vivo. Que amadureça ao ponto de perdoar aqueles que causaram as suas feridas. Que amadureça ainda mais ao ponto de assumir os seus erros e pedir perdão pelas marcas que você causou. Desejo que evolua e aceite o ir e vir natural da nossa existência neste mundo. Que aprenda a dizer coisas boas para quem merece ouvi-las. Que tenha coragem para se impor contra aquilo que você não concorda. Que faça diferença na vida das pessoas ao seu redor

Desejo que você tenha a sorte de viver pelo menos um grande amor; e que tenha a inteligência de saber cuidar bem quando ele aparecer. Desejo abraço apertado de vó, sorriso sincero de criança, risada escandalosa de amigo e o olhar apaixonado da pessoa amada. Desejo que você tenha sempre: paz de espírito, consciência leve e sono tranquilo. Desejo que você seja muito feliz e que aprenda a espalhar essa alegria por onde for. Que você possa enfrentar os desafios que a vida lhe impuser e aprenda a sempre se reerguer cada vez mais forte. Desejo que se deite esta noite com um sorriso no rosto e acorde amanhã pronto(a) para conquistar os seus sonhos. São os meus sinceros votos.

Milton Biagioni Furquim
Juiz de Direito

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo